Torneios

Tudo sobre o Azulao

Azulão

O azulão é uma ave passeriforme da família Cardinalidae. Também é conhecida pelos nomes de azulão-bicudo, azulão-do-nordeste, azulão-do-sul, azulão-verdadeiro, guarundi-azul, gurandi-azul, gurundi-azul e tiatã. No Brasil existem duas subespécies de azulão: Cyanoloxia brissonii cyanoides: Existe nas regiões norte e nordeste tendo cantos distintos em cada região. No nordeste é conhecido por azulão e azulão do norte e no norte é conhecido por azulão da Amazônia.

Cyanoloxia brissonii brissonii: Espécie existente no sul e sudeste do Brasil. Nessas regiões é conhecido por azulão e azulão do Paraná.

Características

De bico avantajado e negro. O macho é totalmente azul-escuro, com partes azuis brilhantes. A fêmea e os filhotes são totalmente pardos com as partes inferiores um pouco mais claras. Canto Sonoro e melodioso. Emite um canto diferente no crepúsculo e pela madrugada. As populações do Sul do Brasil, possuem tamanho corporal mais avantajado, quando comparado com as do Nordeste.

Alimentação

Sua alimentação é bem variada, sobretudo de sementes, frutas e insetos. azulão se alimentando

Reprodução

O azulão se reproduz entre setembro e fevereiro, constrói seu ninho não muito longe do solo e cada ninhada geralmente tem entre 2 e 3 ovos, tendo de 3 a 4 ninhadas por temporada. Os filhotes nascem entre 13 e 15 dias após a fêmea botar os ovos.

Hábitos

É encontrada na beira de pântanos, matas secundárias e plantações. Esta ave é territorialista. Não é possível vê-la em bando. Se existe um casal em certa localização, só será possível encontrar outro casal em uma certa distância. Os filhotes de azulão ficam com seus pais até um certo tempo, depois já partem para uma vida “independente”, pois o instinto territorialista do azulão não o deixará ficar por perto após estar na fase adulta.

Assim, o filhote terá que achar seu próprio território e sua parceria para acasalamento. Se um macho invade o território de outro, com certeza haverá um conflito, e será bem violento. Por isso existe um certo respeito entre as aves e seus territórios, mas sempre há aquele mais valente que, por território ou por uma fêmea, entrará em conflito e conquistará o desejado.

Via